Atualizações Automáticas dos Itens no Google Shopping | Clinks

Atualizações Automáticas dos Itens no Google Shopping

03/10/2014 Por: na Categoria Google Shopping com 0 e 0
Home > Blog > Google Shopping > Atualizações Automáticas dos Itens no Google Shopping

Google Shopping oferece ferramenta que compara feed de dados com página de destino e atualiza automaticamente preços e disponibilidade dos produtos, em caso de discrepâncias


– Uma das boas práticas ao anunciar produtos no Google é disponibilizar ofertas que correspondam exatamente ao que está disponível no website. O que poderia ser mais desagradável para um internauta do que visualizar uma oferta nos Links Patrocinados e, ao clicar no anúncio, tão somente descobrir que o produto não está disponível? Ou ainda que o valor apresentado no anúncio sofrer uma oscilação nos últimos minutos, e o produto estar um pouco mais caro?

– Certamente isto fere as políticas de publicidade do Google, uma vez que não contribuem em nada para a satisfação dos consumidores online. Para auxiliar os anunciantes neste respeito, o Google Shopping oferece uma ferramenta que atualiza automaticamente o preço e a disponibilidade dos produtos anunciados. Estas são chamadas Atualizações Automáticas de Itens.

Como Funcionam as Atualizações Automáticas dos Itens

Atualizações automáticas dos itens no Google Shopping– Com este recurso, o Google Shopping trabalha com olhos fixos não apenas no feed de dados, mas também na página de destino das empresas anunciantes. Assim, considere um exemplo: uma empresa anuncia calçados e, no feed de dados, um dos modelos é apresentado como custando R$ 90,00. No entanto, nos últimos minutos, houve uma variação no valor, e a página de destino apresenta o mesmo calçado por R$ 100,00. Quando o Link Patrocinado correspondente for exibido na pesquisa, o Google verifica a página de destino e atualiza o preço do produto automaticamente para R$ 100,00.

– Isto não significa que o anunciante pode se dar ao luxo de permitir inúmeras inconsistências entre os feeds de dados e o website. O Google Shopping disponibilizou esta ferramenta somente para corrigir eventuais (e acidentais) discrepâncias. No entanto, se o número de inconsistências for muito grande, as atualizações automáticas dos itens não funcionarão, o que poderá acarretar em punições para o anunciante, tais como seus Links Patrocinados estarem sujeitos a reprovação.

– Portanto, como salientado pela equipe do Google Shopping, nenhum anunciante deve se apoiar nas ferramentas das Atualizações Automáticas de Itens, concluindo que encontrou uma solução mais simples do que a configuração do feed de dados.

Concluindo

– As Atualizações Automáticas dos Itens do Google Shopping minimiza a quantidade de inconsistências entre os dados configurados e o website do anunciante. Isto proporciona uma melhor experiência para cada um dos internautas que pesquisam por produtos no Google, já que visualizam os Links Patrocinados com o preço real, e não são direcionados para produtos em falta. Isto proporciona melhoras na taxa de cliques (CTR), além de aumentar o número de conversões.

Copyright © Clinks - Google Partner PREMIER. Agência Certificada Google Ads.

Seus Links Patrocinados Nas Mãos de Especialistas.