Baixas Conversões no Remarketing - O Que Fazer? | Clinks

Baixas Conversões no Remarketing – O Que Fazer?

30/01/2015 Por: na Categoria Remarketing com 0 e 1
Home > Blog > Remarketing > Baixas Conversões no Remarketing – O Que Fazer?

Longa duração das campanhas, canais e segmentos demográficos irrelevantes estão entre as principais razões para baixas taxas de conversão no Remarketing

– As estratégias de Remarketing podem desempenhar um excelente papel no aumento de tráfego e conversões dos Links Patrocinados do Google Ads. No entanto, algumas campanhas podem não trazer os resultados esperados de acordo com as metas publicitárias das empresas que anunciam um site na internet. Neste respeito, o que pode ser feito para identificar e corrigir o problema? Quais são as principais causas de uma campanha de Remarketing com resultados abaixo do esperado?

Duração da Campanha

Duração das campanhas de Remarketing– Seguir um usuário por pouco tempo, antes que ele tome a decisão de compra, não costuma ser um problema para empresas que investem no Remarketing. O problema geralmente acontece com a situação oposta: bombardear os usuários durante um longo período oferecendo os produtos ou serviços em questão. Este tipo de prática pode fatalmente gerar irritação nos usuários, o que prejudicará não somente a campanha atual, mas também futuras ações publicitárias da empresa anunciante. A estratégia de transformar usuários em clientes na base da insistência tem como único potencial fortalecer a concorrência. Por isto, é importante definir limites de frequência e duração das campanhas de Remarketing de acordo com a indústria. Para tanto, é necessário ter uma sensibilidade para compreender o que se espera da publicidade online em cada setor.

Canais Irrelevantes

– O potencial dos Links Patrocinados exibidos na Rede de Display depende do contexto da navegação dos usuários. Esta premissa não diminui quando a estratégia publicitária são as campanhas de Remarketing. A exibição de anúncios fora de contexto, ainda que para usuários que tiveram alguma interação com o website anunciado, pode resultar em um significativo desperdício de dinheiro. Por exemplo, anunciar passagens aéreas para alguém que está pesquisando roupas para bebê diminui incrivelmente o impacto da mensagem publicitária, reduzindo as chances de cliques e conversões. Desta forma, siga seus prospectivos usuários somente em websites pertinentes aos produtos e serviços oferecidos por sua empresa.

Segmentos Demográficos Irrelevantes

Segmentos demográficos no Remarketing– Se as campanhas de Remarketing estão deixando a desejar, também é hora de analisar a segmentação demográfica das campanhas. O Remarketing tem o potencial de seguir qualquer usuário que interagiu com o website anunciado na internet, mas se não existirem critérios estabelecidos quanto à segmentação, é possível que os Links Patrocinados sejam exibidos para usuários que não integram o público-alvo.

– Isto se dá porque há muitos usuários que pesquisam produtos sem a real intenção de compra. Uma forma de reduzir este desperdício de investimento é tentar definir a faixa etária do público-alvo. Por exemplo, uma empresa que anuncia TVs na internet pode descobrir mediante tal pesquisa que usuários entre 18 e 20 anos possuem baixa conversão, mas que aqueles que estão entre 25 e 34 anos são os usuários com maior engajamento. Esta análise ajudará o anunciante a exibir os Links Patrocinados do seu Remarketing somente para os alvos demográficos que sejam significativos para suas metas publicitárias.

Conclusão

– O Remarketing é uma incrível ferramenta para anunciar na internet e ver aumentar os lucros da empresa. No entanto, seu sucesso depende de diversos fatores, e estes estão diretamente relacionados à necessidade de constante análise e aprimoramento das campanhas por parte da equipe de marketing digital.

Copyright © Clinks - Google Partner PREMIER. Agência Certificada Google Ads.

Seus Links Patrocinados Nas Mãos de Especialistas.