Como Integrar o Remarketing do Google Ads com o Analytics | Clinks

Como Integrar o Remarketing do Google Ads com o Analytics

01/08/2012 Por: na Categoria Remarketing com 0 e 1
Home > Blog > Remarketing > Como Integrar o Remarketing do Google Ads com o Analytics

Integração do Google Analytics com o Google Ads permite segmentar ainda mais campanhas de Remarketing

Remarketing– O Google Analytics anunciou que os códigos de monitoramento estarão disponíveis para clientes do Google Ads, possibilitando criar listas de Remarketing, com base em certas audiências que demonstraram algum tipo de interesse por seus produtos. Isto significa que os parceiros do Google Ads poderão usar diretamente os códigos do Google Analytics. Não será mais necessário taguear o site duas vezes (para o Analytics e para o Remarketing do Ads). Evidentemente que, para desfrutar destas mudanças por vir, é necessário que site esteja vinculado ao Google Analytics.

– Os recursos serão liberados aos poucos para administradores de contas do Google Analytics que tenham, pelo menos, uma integração com o Google Ads.

O Que Se Requer Dos Anunciantes

– As mudanças abrangem termos de serviço e políticas de publicidade do Google Analytics e do Analytics Para Rede de Display. Isto significa que você deve concordar com estas políticas e suas respectivas alterações. Uma vez que tais ferramentas tenham sofrido mudanças, o Google espera que as políticas de privacidade do seu website também estejam de acordo, contendo uma descrição do uso do Remarketing.

Listas de Remarketing são criadas para uma conta no Google Ads. Se por acaso desejar utilizar suas listas em outras contas, então, será necessário recriá-la em cada conta, respectivamente.

O Que Eu Ganho

– Podemos destacar dois grandes ganhos que será possível obter com esta novidade:

  • Primeiro, você precisará atualizar seu código de acompanhamento no Google Analytics uma única vez. A mudança será simples, envolvendo apenas uma linha de código. Depois é só realizar o processo de criação de listas de Remarketing. Não haverá mais necessidade de gerar e instalar novos códigos para cada página, quando criar novas listas.
  • Segundo, você será capaz de gerar listas incrivelmente detalhadas, aproveitando todos os dados do Google Analytics para isto.

– Vamos nos deter um pouco mais neste segundo aspecto. Note que esta integração permitirá que os códigos não estejam focados em apenas uma ou mesmo algumas páginas. Por exemplo, você poderá aplicar a lista de Remarketing para todos os visitantes do seu website, ou apenas para quem visitar determinadas páginas especificadas por você. Você poderá criar uma tarefa como Conversão no Google Analytics, e passar a seguir somente pessoas que converterem. E o que acha de seguir somente pessoas que ficaram um determinado tempo no seu website (digamos, 5 minutos)? Você poderá especificar que seus Links Patrocinados sejam exibidos na Rede de Display somente para quem visitou uma determinada quantidade de páginas. Ou somente para quem assistiu um vídeo, fez um download, revisitou seu website dentro de um período, ou qualquer outra coisa que sua mente conceber (e o Google Analytics suportar).

– E não para por aí. Você pode segmentar ainda mais os visitantes do seu website criando uma série de filtros aplicados em sequência. Isto significa que, por exemplo, você poderá seguir somente usuários da Grande São Paulo, que ficaram mais de 5 minutos em seu website, e que utilizaram um determinado sistema operacional.

Como Implementar Estas Mudanças

– A primeira coisa a se fazer é esperar. Como mencionamos, a liberação do recurso será feita aos poucos. Para saber quando ela estará disponível para você, basta procurar pelo item Listas de Remarketing em sua guia Administrador, no Google Analytics. Quando vir algo parecido com a imagem abaixo, é hora de começar a trabalhar.

– Mas você já pode começar a se preparar para as mudanças. Você precisará fazer uma pequena modificação no seu código de acompanhamento. Para isso, acesse a guia Administrador e, em seguida, a opção Código de Acompanhamento. O ID de acompanhamento será exibido logo abaixo junto ao snippet de código. Apenas uma linha de código precisará ser alterada.

– Localize em seu código a seguinte linha:

ga.src = (‘https:’ == document.location.protocol ? ‘https://ssl’ : ‘http://www’) + ‘google-analytics.com/ga.js’;

e altere para:

ga.src = (‘https:’ == document.location.protocol ? ‘https://’ : ‘http://’) + ‘stats.g.doubleclick.net/dc.js’;

– Se o usuário não quiser implementar estas modificações no Google Analytics não há necessidade de realizar qualquer mudança, e sua conta continuará funcionando normalmente.

– Como vimos, estas modificações simplificam todo o processo do Remarketing, já que diminui a tarefa de implementar códigos tanto no Google Analytics quanto no Google Ads. Para tirar pleno proveito desta novidade, comece a se preparar desde já. Pense em maneiras diferentes de atingir seu público. Estude as opções que o Google Analytics lhe oferece para segmentar os visitantes do seu website, e que poderá aplicar em suas listas de Remarketing.

– Assim, poderá tirar um proveito ainda maior destas listas, otimizando ainda mais suas campanhas de Links Patrocinados no Google Ads.

Copyright © Clinks - Google Partner PREMIER. Agência Certificada Google Ads.

Seus Links Patrocinados Nas Mãos de Especialistas.