Google AdWords - Parece fácil, mas não é

Google AdWords – Parece fácil, mas não é.

21/11/2011 Por: na Categoria Links Patrocinados com 0 e 1
Home > Blog > Links Patrocinados > Google AdWords – Parece fácil, mas não é.

Experiência e profissionalismo são características essenciais para que o aparentemente fácil Google AdWords dê o retorno financeiro esperado

– Em tese, estar no Google Adwords envolve criar uma conta, criar alguns anúncios e, após isso, aguardar a aprovação. A manutenção da conta também soa agradável aos ouvidos de principiantes, especialmente quando pensamos nas facilidades e apoio que o Google oferece. De posse de detalhes sobre o tráfego, estimativas sobre gastos, entre outros, muitos gestores decidem iniciar uma campanha para sua empresa por conta própria. Após um período de teste, e emplacando prejuízos e um mal posicionamento no ranking, muitos abandonam acreditando que o sistema não serve para sua empresa.

Google AdWords - Campanha de Links Patrocinados - Parece fácil, mas não é - Contrate Uma Agência Certificada Google AdWords

A primeira falha de muitos nesta situação é encarar o Google AdWords como um sistema simples, quando, na verdade, o AdWords não é tão simples quanto parece. Há fatores que exigirão inteligência, criatividade e experiência. O gestor que ler isso talvez se sinta indignado pensando: “Mas eu sou criativo”. A questão não é essa. Um genial e talentoso pianista muito provavelmente será um péssimo guitarrista. E o Google AdWords exige uma capacitação que transcende o básico do significado de criatividade. Se a criatividade não estiver aliada com uma rica experiência, as chances de resultados negativos são muito grandes. O Google AdWords é na verdade um sistema muito amplo e complexo. Tanto que existem agências, como a CLINKS, focada exclusivamente neste segmento de publicidade.

– Este grau de qualificação é exigido quando pensamos no grau de qualidade dos anúncios, das Páginas de Destino (landing pages) e no gerenciamento das campanhas de Links Patrocinados. Cada um destes tópicos merece o capítulo de um livro, tão profunda é a abrangência do assunto. Até porque você não precisa de tráfego no seu site – você precisa de tráfego de qualidade. Senão, ao invés de lucro, você colecionará bastante prejuízo.

– Escrever um anúncio patrocinado é uma arte. A escolha das palavras-chave, o posicionamento das mesmas, tudo deve estar sintonizado e ser estimulante o suficiente para induzir o usuário a clicar, e abrir a carteira. É verdade que o usuário já está predisposto a realizar a conversão, mas se você não conseguir conquistá-lo, ele abandonará sua página e partirá para outra. Por anunciar seu site no Google AdWords você pega um atalho por não precisar criar o desejo de compra no usuário. Mas precisa criar o desejo de compra pelo seu produto. E aí que entra a necessidade de qualidade em seu anúncio e, posteriormente, em sua Página de Destino.

– Alguns produtos são difíceis de serem expressos em poucas palavras. Vamos pensar em um exemplo para vislumbrar melhor a situação: Uma loja de informática decide anunciar, em uma promoção, a venda de um microcomputador. Mas como sabemos, o consumidor não compra simplesmente “um computador”; mas sim, uma série de características que são pesadas na decisão: capacidade de processamento, memória, a capacidade de armazenamento do disco rígido (incluindo a velocidade de rotação), se possui placa de vídeo integrada ou não, quantidade de memória da mesma. Isso sem falar no sistema operacional que acompanha o produto, monitor, mouse, teclado, etc. Quais características do produto devem ser destacadas? Deve a loja tentar inserir todas as características no anúncio, de forma abreviada? Ou seria melhor enfatizar apenas a capacidade de processamento e armazenamento?

– Para responder estas perguntas será necessário mais do que criatividade. Será preciso experiência. É preciso conhecer o público-alvo, e saber como este reage aos anúncios patrocinados. Profissionais da área de links patrocinados, em especial os Certificados pelo Google AdWords, conhecem a reação do público porque lidam com diferentes clientes, estudam cases, interagem com parceiros do ramo. É preciso entender como seus clientes pensam e agem para que os anúncios estejam adaptados às suas necessidades.

– O padrão de investimento e o valor de rentabilidade também é algo que exige bastante critério. Quanto você deve investir por dia? Deve começar com pouco e ir aumentando o orçamento diário? Outro detalhe são as Palavras-chave. Elas tem pesos e preços diferentes. Você deve comprar todas as palavras relacionadas ao seu ramo ou deve, igualmente, começar apenas com as principais?

– Poderíamos entrar em outras questões como: devo manter meus anúncios apenas na rede de pesquisa do Google ou expandir para a rede de conteúdo? Devo utilizar segmentação geográfica? Em quais dias e horários vou exibir o meu anúncio? Diante de tantos questionamentos, uma dica importante: não adianta fazer o que os outros fazem. Sua empresa não é idêntica às demais. Sua empresa e seu público precisam ser tratados individualmente, como um caso único. Alguns cases podem lhe nortear as ideias, mas não podem traçar seus passos.

– Não importa se sua empresa é de pequeno ou grande porte. Se ainda não é um anunciante nos Links Patrocinados, considere esta possibilidade. O cenário do mundo está mudando rapidamente. A amplitude das influências digitais está cada vez mais acentuada. Você precisa estar aberto a novas descobertas, se alongar para outras áreas. Talvez seu ramo não venha a se dar muito bem no processo de divulgar seu site no Google. E ainda que a experiência prove que o Google AdWords não é para sua empresa, ainda assim, você terá aprendido valiosas lições sobre marketing digital que nortearão seus passos no futuro.

Gostou do artigo? Compartilhe com seus amigos!

Copyright © Clinks - Google Partner PREMIER. Agência Certificada Google AdWords.

Seus Links Patrocinados Nas Mãos de Especialistas.