O Perigo das Opções Padrão ao Anunciar no Google Ads | CLINKS

O Perigo das Opções Padrão ao Anunciar no Google Ads

19/09/2016 Por: na Categoria Anuncia no Google de forma autônoma, Otimização com 0 e 12
Home > Blog > Anuncia no Google de forma autônoma > O Perigo das Opções Padrão ao Anunciar no Google Ads

Opções padrão costumam ser utilizadas por empresas que anunciam no Google de forma autônoma. Veja o perigo escondido em algumas destas opções

Perigo opções padrão google adwords– O Google Ads é uma incrível ferramenta de publicidade para atrair tráfego qualificado para seu website. As opções de configuração, incluindo variados critérios de segmentação, são gigantescas. Recursos de configuração padrão costumam ser utilizados especialmente por empresas que gerenciam seus anúncios de forma autônoma. Ao escolher as opções padrão, sugeridas pelo sistema, escolhem o caminho mais fácil e que aparentemente é o mais seguro. “Pra que complicar?”, talvez pensem. No entanto, muitas destas empresas desconhecem o perigo que pode se esconder atrás destas práticas.

O Perigo de Algumas Opções Padrão do Google Ads

– Utilizar configurações padrão do Google Ads às cegas poderá representar queda no desempenho e no retorno sobre investimentos da empresa.

– Vejamos algumas das opções padrão para campanhas de Links Patrocinados cuja seleção precisa ser consciente, e não valer-se de recursos previamente configurados apenas para diminuir a tarefa do analista de web marketing.

Rede de Pesquisa Com Exibição em Display

Rede de pesquisa com exibição em display– O objetivo principal desta campanha é aumentar a CTR dos Links Patrocinados. Faz isso por estender os anúncios da rede de pesquisa para os milhões de sites parceiros na Rede de Display.

– O uso deste tipo de campanha costuma atrair empresas que anunciam no Google de forma autônoma. Isto se dá porque as campanhas da rede de pesquisa com exibição em display diminuem grande parte do trabalho.

– No entanto, como acontece com qualquer ferramenta do Google Ads, este recurso deve ser usado somente de forma estratégica. Por quê?

– Ao falarmos de pessoas no Search e na Rede de Display, estamos nos referindo a grupos diferentes. Evidentemente, os usuários se comportam de forma diferenciada em ambas as redes. Por isso, as palavras-chave são diferentes e a forma como os grupos de anúncios estão estruturados, também.

– Criar cegamente uma única estratégia para atingir estes dois grupos pode resultar em desperdício do orçamento publicitário.

Subtipos de Campanha: Padrão e Todos os Recursos

subtipo de campanha google adwords

– Ao criar uma campanha, o analista de web marketing tem a opção de escolher o subtipo das campanhas. Entre as opções, encontram-se Padrão e Todos os Recursos. Esta seleção altera as opções disponíveis na página de configuração.

– Ao selecionar a opção Padrão, algumas importantes configurações para um bom desempenho simplesmente desaparecem. Isto porque o Google se concentra nos recursos mais relevantes de acordo com a meta definida.

– Quais são as opções não estão disponíveis para a configuração Padrão das campanhas do Google Ads? Algumas delas são:

  • Configurações sociais;
  • Programação de anúncios;
  • Opções de local avançadas;
  • Extensões para app do mobile;
  • Correspondência de palavras-chave avançada;
  • Listas de Remarketing para Search.

– Escolher cegamente este subtipo de campanha apenas por se tratar da opção padrão pode prejudicar o desempenho da publicidade online.

Rede de Parceiros de Pesquisa

Incluir parceiros pesquisa google

– Durante a configuração de uma campanha de Links Patrocinados, o Google Ads oferece outra opção padrão: Incluir Parceiros de Pesquisa. Visto que se trata de uma opção padrão que “amplia” o alcance da publicidade, empresas que gerenciam seus anúncios de forma autônoma não costumam hesitar em utilizar esta configuração.

– O Google não divulga uma lista de quais são os sites incluídos em sua parceria de pesquisa. Mas alguns dos parceiros já divulgados são AOL, About e Ask, por exemplo. É verdade que estes grandes nomes talvez soem bastante atraentes. No entanto, é importante ter em mente que existem centenas de outros sites dos quais você nunca ouviu falar.

– Deixar esta opção ativa sem ter sido uma escolha estratégica pode resultar em queda no desempenho. Contrário às expectativas, a empresa pode ter uma queda na taxa de cliques (CTR) e diminuição do seu índice de qualidade. Por outro lado, há casos de aumento dos cliques, porém, com baixíssima conversão, o que acaba com o orçamento publicitário.

– Nota-se a importância de realização de testes. Somente assim será possível certificar-se de que esta opção é a mais viável para seu público-alvo e objetivos de marketing.

Palavras-chave Correspondência Ampla

palavras-chave-ampla– O Google Ads diz que, em alguns casos, é melhor que uma campanha inicie utilizando correspondência ampla sobre as palavras-chave. Ao criar suas listas, por padrão, as palavras-chave são configuradas como amplas. Embora esta configuração signifique maior exibição para seus anúncios, também atrai poucos cliques, além de tráfego de baixa qualidade.

– Mas a experiência mostra que impressões e cliques não significam nada se não forem de qualidade. Na verdade, eles significam apenas tráfego irrelevante e desperdício de investimento.

– Selecionar a correspondência ampla para uma palavra-chave só deve ser feita se for de forma consciente. O desempenho das palavras amplas, a análise cuidadosa dos relatórios de termos de pesquisa devem acompanhar esta decisão. Escolhê-la unicamente por se tratar de uma opção padrão recomendada pelo Google Ads pode ser um tiro no pé.

– Uma gestão eficaz dos Links Patrocinados explora as diversas opções de correspondência, selecionando-as de forma inteligente e criteriosa.

Cuidado Com as Opções Padrão

– As configurações padrão são muitas vezes as opções preferidas das empresas que anunciam no Google de forma autônoma. Receosas de arriscarem junto com a falta de tempo, faz com que sigam cegamente sugestões oferecidas pelo sistema.

– No entanto, como visto, elas podem estar dando os passos para o naufrágio de suas campanhas. A intenção é a melhor possível, é verdade. Mas as configurações precisam se adaptar às necessidades da empresa, sua realidade orçamentária, e hábitos do público-alvo.

– Por esta razão, as empresas que gerenciam seus anúncios de forma autônoma costumam enfrentar uma de duas situações:

  • Tem prejuízos ao anunciar na internet;
  • Obtém lucros, mas não tanto quanto poderiam se utilizassem as configurações mais eficazes para seu ramo de negócio.

– Por esta razão, se sua empresa realiza esta gestão independente, considere a opção de contratar uma agência certificada pelo Google Ads para esta tarefa. O investimento adicional que você fará será convertido em maiores lucros, compensando a contratação de uma equipe treinada e testada para tirar o máximo proveito da publicidade online.

Copyright © Clinks - Google Partner PREMIER. Agência Certificada Google Ads.

Seus Links Patrocinados Nas Mãos de Especialistas.