Palavras-chave Relevantes e Sem Concorrência – Ainda Existem? | Clinks

Palavras-chave Relevantes e Sem Concorrência – Ainda Existem?

10/06/2013 Por: na Categoria Palavra-chave com 0 e 1
Home > Blog > Palavra-chave > Palavras-chave Relevantes e Sem Concorrência – Ainda Existem?

Com a grande concorrência no Google Ads, será ainda possível encontrar palavras-chave rentáveis que não estão associadas a Links Patrocinados de outras empresas? A resposta é sim

– Grande parte da essência do sucesso em anunciar um site por meio dos Links Patrocinados vem da correta gestão das palavras-chave. São elas que identificam o interesse do usuário e disparam os anúncios personalizados – a mensagem certa para a pessoa certa, no momento certo.

– Com a grande concorrência no Google Ads é somente natural que palavras-chave altamente relevantes, e responsáveis por um bom número de conversões, tenham um custo por clique (CPC) mais elevado. Assim, será possível que no seu ramo de negócio ainda haja palavras-chave relevantes que sua concorrência não tem utilizado?

Por Que Investir em Palavras-chave Relevantes e Sem Concorrência

– Se existirem palavras-chave relevantes sem concorrência, há ao menos dois benefícios que sua empresa pode alcançar por apostar nestas palavras:

  •  por não serem concorridas, o CTR delas será consideravelmente alto e, possivelmente, as conversões também;
  • por não serem concorridas, são palavras-chave mais baratas.

– Mas ainda permanece a pergunta: será possível ainda existir ótimas palavras-chave que não estão associadas a nenhum Link Patrocinado? A resposta a esta pergunta é SIM. O que faz a diferença é a maneira como estamos acostumados a procurar por novas palavras-chave. Precisamos aprender a procurar por tais palavras, não analisando a situação somente do nosso ponto de vista, mas dos nossos consumidores. Como se dá isso?

Exemplos de Pesquisas Potenciais

Palavras-chave relevantes– De modo geral, ao escolher palavras-chave, costumamos pensar na solução (ou seja, no produto ou serviço que oferecemos).

– Por exemplo, imagine uma empresa que divulga memórias para notebooks na internet. Uma rápida consulta por “memória notebook” no Google e percebemos que esta palavra-chave é bastante concorrida. Mas neste caso, “memória notebook” é a solução do problema que o usuário está enfrentando. E que problema seria esse? Bom, pode ser o caso de um engenheiro que utiliza o AutoCAD durante todo o dia, e está tendo problemas com a lentidão do programa. Ou uma empresa que perde demasiado tempo com o lento carregamento e execução do pacote Office. Nestes casos, porque não pensar no problema ao escolher palavras-chave, em vez de simplesmente na solução?

– Seguindo o exemplo acima, o engenheiro talvez procure por soluções para seu problema digitando algo como “AutoCAD lento” e outras variações no Google. A mesma empresa que vende memórias pela internet poderia comprar a palavra-chave “AutoCAD lento” e criar um Link Patrocinado personalizado, tal como:

Seu AutoCAD está lento?

Nossas memórias vão resolver

prontamente o seu problema!

– Uma rápida consulta no Google (até a publicação deste artigo) e não temos nem sequer um anúncio para esta palavra-chave.

– O anunciante ainda poderá criar Links Patrocinados semelhantes para cada um dos programas e sistemas operacionais mais conhecidos.

– É evidente que muitas destas palavras podem não trazer muitas conversões. No entanto, caberá ao anunciante realizar testes para averiguar isso.

Concluindo

– Qual o problema enfrentado pelo seu público-alvo, quando precisam dos seus serviços e produtos? Se pensar no problema, e não somente na solução, certamente poderá encontrar novas e excelentes palavras-chave que ainda não possuem nenhuma concorrência. Com isso, seus lucros ao anunciar no Google só tendem a aumentar.

Copyright © Clinks - Google Partner PREMIER. Agência Certificada Google Ads.

Seus Links Patrocinados Nas Mãos de Especialistas.