Qual a Relação Entre Inteligência Artificial e Computação Cognitiva?

Qual a Relação Entre Inteligência Artificial e Computação Cognitiva?

19/04/2018 Por: na Categoria Inteligência Artificial com 0 e 4
Home > Blog > Inteligência Artificial > Qual a Relação Entre Inteligência Artificial e Computação Cognitiva?

A IBM utiliza sistemas cognitivos para identificar insights e melhorar negócios para marcas e empresas. Mas qual a relação de um sistema cognitivo com a Inteligência Artificial?

Com o crescimento de notícias relacionadas à Inteligência Artificial, outros termos costumam pegar carona. Por isso, nunca antes fomos tão bombardeados por termos relacionados a IA, como aprendizado de máquina, Big Data e computação cognitiva.

Por exemplo, a IBM faz amplo uso de sistemas cognitivos para identificar insights. Mas surge uma questão: qual a relação de um Sistema Cognitivo com a Inteligência Artificial?

Vamos analisar estas tecnologias e saber como elas se relacionam.

Inteligência Artificial

Inteligência Artificial é a definição mais ampla neste manancial. Trata-se da tecnologia responsável pela criação de dispositivos que simulam a capacidade humana de pensar e tomar decisões. Neste respeito, está capacitada para a resolução de problemas. Métodos, algoritmos e técnicas são utilizados para criar inteligência nas máquinas.

É verdade, não se trata de algo novo. Mas a Inteligência Artificial ganhou força em nossa fértil era da internet. Ela é composta por uma série de tecnologias, como:

  • Processamento de Linguagem Natural
  • Gestão do Conhecimento
  • Visão Computacional
  • Robótica

Em suma, são tecnologias que visam aproximar a máquina do homem, ensinando-as a agir de forma específica diante das mais variadas situações. Elas identificam as situações e respondem de acordo.

A inteligência das máquinas, portanto, nasce a partir do ensinamento dado a elas.

Aprendizado da Máquina (Machine Learning)

O termo Aprendizado de Máquina é comumente aplicado ao processo de ensinar as máquinas. Para tanto, utiliza-se como base, padrões identificados nos dados recolhidos por meio da internet.

Estas informações permitem identificar tendências e fazer previsões. Assim, modelos analíticos são automaticamente criados e as máquinas são treinadas.

Big Data

O Big Data é o gigantesco manancial de informação disponível em volume e variedade na internet, por meio da nuvem. Com ele, o potencial de aprendizado das máquinas é cada vez maior, melhorando sua performance e capacidade de gerar soluções.

As soluções de inteligência artificial não perdem nenhuma informação, sendo capazes de identificar insights ocultos e se adaptar de forma independente. Ou seja, as máquinas melhoram seu desempenho à medida que obtêm mais dados.

Redes Neurais

Redes Neurais são algoritmos e modelos criados a partir do entendimento que se tem do cérebro animal, emulando as conexões entre neurônios. Uma rede neural artificial possui unidades de processamento que objetivam adquirir conhecimento por meio da experiência.

No estudo e desenvolvimento das redes neurais, surgiu o conceito de Aprendizagem Profunda (deep learning). Este, por sua vez, depende de muita informação para conseguir calibrar seus neurônios e, assim, responder de forma precisa a cada solicitação. Alta capacidade de processamento computacional e uma avalanche de dados vindos especialmente com a internet possibilitam a Aprendizagem Profunda.

Computação Cognitiva

E então chegamos à Computação Cognitiva. Ela nada mais é do que o conjunto de todas as tecnologias mencionadas acima.

A palavra “cognitiva” vem de “cognição”. Ela se refere à capacidade do indivíduo (neste caso, as máquinas) de perceber, interpretar e absorver conhecimento. Ou seja, trata-se de uma compreensão de alto nível.

Este termo é aplicado às tecnologias com capacidade de processar e distribuir informação de forma inteligente. A computação cognitiva é assim responsável por obter um dado e dar uma destinação correta a ele.

O grande diferencial da computação cognitiva é que ela vai além da análise de dados puros. Na verdade, trata-se de uma disciplina que analisa informações conceituais, que são de ajuda nos processos de decisões mais complexos. Ela cria hipóteses e racionaliza, emulando um cérebro. Com isso, os sistemas não são mais programados, e sim aprendem, se adaptando às realidades.

O mais forte exemplo da computação cognitiva na prática é o Watson, da IBM. Trata-se de um sistema altamente sofisticado de inteligência artificial que atua em múltiplas áreas (desde análise financeira até diagnóstico e tratamento de câncer).

O Que É o IBM Watson?

Watson é o nome da solução cognitiva da IBM que atua como um serviço na nuvem. Um dos focos do desenvolvimento de inteligência artificial pela IBM está em compreender a linguagem humana (disponibilizada via texto, vídeo e voz) e toda a gama de sentimento associada, analisando questões dentro do contexto.

Como mencionado, a tecnologia do Watson é utilizada em diversas áreas. Entre elas, está a solução de marketing para empresas de todo o mundo. Com ela, as empresas recebem sugestões de conteúdo, informações sobre segmentação e outros dados valiosos para personalizar campanhas publicitárias. São diversas sugestões de ações apresentadas de acordo com o indivíduo.

A tecnologia de computação cognitiva do IBM Watson mergulha em um oceano de dados e extrai todas estas informações valiosas em tempo real. E o resultado é uma comunicação no nível do indivíduo, exatamente aquilo que as pessoas desejam.

Por Que Isso é Importante?

Os indivíduos possuem novas demandas. As pessoas foram empoderadas com seus dispositivos móveis e acesso à internet. Não querem mais ser tratadas como usuários finais dentro de uma massa de consumidores, mas querem ter uma participação diferenciada em toda experiência das empresas. Isto inclui até mesmo a forma como as aplicações conversam com os usuários. Trata-se de uma nova forma de comunicação entre usuário e máquina. É aí que surge a computação cognitiva como solução, especialmente delineada na figura do IBM Watson.

E acredite: o mundo está convergindo nesta direção. A forma como o mercado se comporta, e até mesmo a maneira com que os produtos e serviços são apresentados às pessoas – tudo isso será diretamente impactado pelas tecnologias de Inteligência Artificial.

As empresas que primeiro utilizarem tecnologia inteligente em seus negócios, como por exemplo, em suas campanhas publicitárias, possuirão uma vantagem competitiva inigualável.

Para tanto, é necessário inovação e a parceria certa. Com os serviços de uma agência IBM Partner sua empresa terá acesso a esta vasta quantidade de conhecimento e soluções de ponta para seus negócios.

As agências IBM Partner têm a garantia da IBM de que possuem a expertise e soluções especializadas para você promover sua empresa de uma forma inédita, fazendo pleno uso da Inteligência Artificial.

Copyright © Clinks - Google Partner PREMIER. Agência Certificada Google AdWords.

Seus Links Patrocinados Nas Mãos de Especialistas.