preloader

Como fazer uma introdução: Guia simplificado!

Manter os leitores interessados durante um post é uma arte e um grande desafio. Neste artigo, mostramos 8 técnicas para atrair e prender a atenção dos leitores ao fazer a introdução de um post.

O parágrafo de abertura. Por ser curto, às vezes, é pouco valorizado. É justamente aí que mora o perigo. A introdução transmite informação valiosa para o leitor – mais do que muitos imaginam. Na verdade, ela desempenha o papel principal quando pensamos naquela antiga máxima: a primeira impressão é a que fica!

Portanto, uma introdução bem escrita e envolvente tem papel fundamental em qualquer texto. Do contrário, as pessoas perdem o interesse e desistem da leitura.

Por este motivo, vamos explicar a importância de uma boa introdução e como você pode introduzir um artigo da melhor maneira.

A importância da introdução

O corpo do texto está escrito de forma incrível. Conteúdo top, informações atualizadas, aplicações simples. Mas para que o usuário chegue neste ponto, ele precisa passar pela parte introdutória.

Em outras palavras, sem uma boa introdução, existe o risco do leitor desistir da leitura antes de chegar na parte principal do texto.

Por isso podemos dizer que a introdução é essencial em um texto bem escrito. Ela é responsável por transportar o leitor do título até o corpo do artigo. Em outras palavras, a introdução faz com que os leitores tenham vontade de ler todo o conteúdo.

Estratégias para fazer uma boa introdução

A introdução é um dos elementos de um post. Você pode conhecer todos os elementos no artigo Estrutura de um post: como fazer do jeito certo.

Vamos ver agora algumas dicas práticas para arrasar na hora de escrever introduções.

1. Na introdução, explique porque o artigo foi escrito

Não deixe esta responsabilidade apenas para o título. Afinal, a introdução também desempenha um importante papel em explicar porque o post foi escrito. Mostre porque os leitores precisam dessas informações. Isto faz a diferença entre desistir de um texto ou continuar com a leitura.

2. Pense na pergunta que o post responde

Existe uma ou mais perguntas que você responde no artigo. Na verdade, ele foi escrito em torno destas questões. De modo geral, esta mesma pergunta trouxe o visitante até seu site – por exemplo, por meio de uma pesquisa no Google.

Portanto, esta pergunta pode ser o ponto de partida para uma introdução.

Além disso, perguntas instigantes relacionadas com a pergunta principal também atraem leitores interessados.

3. Apresente o problema

O esquema problema – solução é outra opção para uma boa introdução. Como mencionado no item anterior, o que pode ter trazido um visitante até seu blog foi uma pergunta. Em muitos casos, estas perguntas estão relacionadas com um problema.

Por isso, quando você destaca o problema e a solução que serve de base para o post, você ajuda o leitor a pensar: “Sim, era este artigo que eu estava procurando”.

4. Torne a introdução escaneável

A escaneabilidade é uma técnica que facilita a vida do usuário, tornando a leitura dinâmica. Como usar esta técnica ao começar uma introdução?

Utilizando elementos como negrito para destacar palavras-chave e fazendo uso de listas. Além disso, você pode quebrar uma introdução em parágrafos menores para otimizar a leitura dinâmica.

5. Fale com a persona

Pense no texto como uma conversa entre você e sua persona. Quem é ela? Um cliente, um lead, uma pessoa interessada?

A linguagem precisa estar adequada a esta persona desde o começo. Utilize a mesma linguagem e abordagem ao longo da introdução, corpo do texto e conclusão.

6. Lembre-se do poder da palavra “você”

E já que estamos falando sobre conversar com a persona, lembre-se que a palavra “você” é muito poderosa. Ela confere um elemento pessoal ao seu artigo, fazendo com que o leitor se sinta especial.

7. Use frases de grande impacto

Você sabe quais frases causam grande impacto na abertura de um texto?

  • Estatísticas: pesquisas, dados e estatísticas são elementos atrativos em um texto. Quando usados nas introduções, tem o potencial de prender a atenção dos leitores. E isto é importante, afinal, estudos mostram que 10% dos leitores não rolam a página em um artigo nem uma única vez.
  • Citações: são vistas como uma forma preguiçosa de introduzir um texto, mas não há dúvida de que são eficientes. Mas, isto se dá somente se a citação for memorável e impactante.
  • Curiosidades: começar um artigo citando uma curiosidade é uma técnica poderosa de atrair a atenção dos leitores. Por exemplo, uma marca de chuveiros poderia começar um dos seus posts desta maneira: “Você sabia que pode economizar 100 litros de água a cada banho por simplesmente desligar o chuveiro enquanto se ensaboa?”.
  • Situações hipotéticas: costumam fazer o leitor pensar em como reagiria em um cenário hipotético. Por exemplo: “Se fosse necessário, você preferiria enfrentar um rato do tamanho de um leão ou 100 leões do tamanho de um rato?”. Aqui usamos o exagero para destacar como situações hipotéticas têm o poder de deixar os leitores pensativos.

8. Conte uma história na introdução

Histórias reais têm grande potencial. Elas fazem com que o leitor se conecte emocionalmente com o texto. De fato, as pessoas se identificam rapidamente com histórias sobre problemas e desafios que elas mesmas enfrentam.

Portanto, vale a pena fazer uma introdução utilizando estudos de caso. Mas, cuidado para não se empolgar. Histórias assim costumam ser longas e isto é o oposto do que esperamos de uma boa introdução. Assim, lembre-se de ser breve.

Qual o tamanho ideal de uma introdução?

Pense em todos os aspectos de uma boa introdução que mencionamos acima. Agora, o desafio é procurar atingir o objetivo da introdução com o menor número possível de palavras.

Quando você faz isso, consegue o tamanho ideal de uma introdução.

Além disso, leve em consideração o tamanho do post. Por exemplo: uma introdução com um estudo de caso detalhado talvez utilize 250 palavras. Mas imagine que o post inteiro tenha 500 palavras. O artigo ficaria mal distribuído, não acha?

O que não fazer na introdução

Sabe aquela coisa de “encher linguiça”? Pois é, está aí algo que não deve fazer parte de uma introdução.

Sabemos que o Google valoriza textos mais longos, artigos que se aprofundam em determinado tema. Por isso, para ficar bem posicionado no Google, é aconselhável escrever artigos com pelo menos 1000 palavras.

No entanto, seria bastante improdutivo escrever introduções longas e vagas, apenas para chegar nas 1000 palavras. Lembre-se que quando escrevemos devemos pensar em pessoas, e não no algoritmo do Google.

Também evite introduções que apresentam um resumo do artigo. Afinal, nós queremos que os leitores cheguem até o final. Um resumo na introdução vai na contramão deste objetivo.

Introduções devem aguçar a curiosidade dos leitores. E você pode conseguir isso sendo breve e direto.

Concluindo

Agora é o momento de colocar isto em prática.

Assim, da próxima vez que você se deparar com uma página em branco, lembre-se destes conselhos e comece uma introdução de forma a prender a atenção dos seus leitores.

E lembre-se que um blog corporativo é apenas um dos elementos de uma boa estratégia de content. Este é o poder de um conteúdo bem escrito!