Anúncios Responsivos de Display – O que são e como usar estes anúncios para vender mais

10/05/2022 by in category Anúncios, Design, Rede de Display with 0 and 4
Home > Blog > Anúncios > Anúncios Responsivos de Display – O que são e como usar estes anúncios para vender mais

Anúncios Responsivos de Display é um formato de anúncio que se ajusta de forma automática aos espaços reservados para banners publicitários nos sites. Ele também se ajusta levando em consideração o tamanho da tela do usuário. Portanto, é um anúncio sempre otimizado e que garante as melhores experiências para os clientes.

O que são anúncios responsivos de display?

Os anúncios responsivos de display são definidos como anúncios gráficos exibidos em sites parceiros do Google e projetados para se ajustar a todos os tamanhos de telas. Além disso, ele também se ajusta aos espaços de anúncios nos sites. Este ajuste é feito de forma automática. No entanto, o ideal é que você envie os cinco tamanhos principais para facilitar para o Google completar os espaços. Os cinco tamanhos principais são os seguintes:

  • 300 x 250
  • 728 x 90
  • 160 x 600
  • 320 x 50
  • 300 x 600

Segundo o Google, com apenas estes 5 tamanhos, ele consegue redimensionar os anúncios para ocupar grande parte dos espaços nos mais de 3 milhões de sites e aplicativos da Rede de Display. Desta forma, os anúncios são sempre otimizados para se adaptar ao contexto do usuário, criando experiências cada vez melhores.

Ficou interessado?

Neste artigo, vamos te contar detalhes sobre este formato de anúncio e se ele é uma boa opção para sua empresa.

Como funcionam os anúncios responsivos de display

A principal característica dos anúncios responsivos de display é que eles utilizam aprendizado de máquina avançado. Ou seja, a cada nova interação entre cliente e anúncio, o Google Ads aprende mais. Assim, seus anúncios são melhorados em tempo real!

Para colocar os anúncios responsivos de display para rodar, você precisa enviar os criativos (imagens, títulos, logotipos, vídeos e descrições). A quantidade são as seguintes:

  • Imagens: de 2 a 15.
  • Logotipos: máximo de 5.
  • Vídeos: opcionais.
  • Títulos: até 5.
  • Linhas de descrição: até 5.

A partir daí, o Google assume o trabalho pesado.

O que o Google faz é testar os recursos para encontrar as melhores combinações.

Ao passo que descobre quais combinações funcionam melhor, o Google exibe estes anúncios com mais frequência.

Imagens no modo retrato em tela cheia

Ao enviar imagens para exibir anúncios em celulares, o Google permitia apenas o uso de imagens quadradas e no modo paisagem. Mas, agora também é possível enviar imagens no modo retrato.

No exemplo abaixo, vemos um anúncio no modo paisagem e, à direita, com o criativo no modo retrato.

imagem retrato anúncio responsivo de display

Vídeos verticais gerados automaticamente

Você não possui vídeos para anunciar no Google?

Com os anúncios responsivos de display é possível gerar vídeos verticais de forma automática. Para isso, o Google utiliza aprendizado de máquina para aproveitar os criativos que você enviou e criar vídeos verticais.

Recortes mais precisos

O aprendizado de máquina está se tornando cada vez mais eficiente.

Uma de suas melhorias está na capacidade de fazer recortes mais precisos nas imagens. O objetivo é fazer com que as imagens preencham todo o espaço disponível para os anúncios e se destaquem.

Para isso, o Google Ads usa a tecnologia de “uncropping”.

Na imagem abaixo, vemos a diferença entre imagens sem uncropping e anúncios que usam recortes mais precisos.

recortes mais preciso anúncios responsivos de display

Especialmente para anunciantes que possuem poucas variações de tamanhos de imagens, este recurso vai ajudar a exibir anúncios gráficos com maior qualidade, aproveitando todo o espaço.

Nota: Os recursos de imagens no modo retrato, vídeos verticais automáticos e uncropping está sendo lançado gradativamente para anunciantes em todo o mundo.

Vantagens dos anúncios responsivos de display

Será que vale a pena utilizar este formato em suas campanhas na internet?

De acordo com o que vimos, sim, claro que vale! Afinal, são várias vantagens:

  • Seus anúncios são otimizados em tempo real.
  • Visto que os anúncios se ajustam a todo tipo de tela e espaço, o alcance é maior.
  • Com anúncios de qualidade e alcance maior, você vende mais.
  • Economia de tempo.
  • Anúncios responsivos permitem o uso de feeds para exibir anúncios personalizados para pessoas que já visitaram seu site ou aplicativo.

9 dicas para fazer bom uso dos anúncios gráficos responsivos

1. Use a ferramenta Qualidade do anúncio

Este é um indicador que mede a relevância e o impacto das diversas combinações em um anúncio. Assim, durante a criação do anúncio gráfico, o Google Ads vai dando dicas interessantes para criar o melhor anúncio.

2. Faça bom uso dos layouts

O Google testa mais de 150 layouts de anúncios gráficos responsivos por ano. Os layouts disponíveis possuem melhorias automatizadas de imagens. Isto inclui cortes inteligentes e sobreposições de texto. Este recurso melhora os anúncios, fazendo com que eles fiquem mais chamativos e atraentes.

 

3. Use imagens de qualidade

Imagens são muito importantes nos anúncios responsivos de display. Por isso, você precisa caprichar na hora de escolhê-las. Isto significa evitar imagens desfocadas, com bordas, com cantos arredondados ou cores invertidas.

4. Não coloque textos, botões ou logotipos sobre as imagens

Mas, pode ficar tranquilo. Afinal, se for melhor exibir um texto em cima de uma imagem, o próprio Google fará isso. Por isso, sempre envie as imagens de qualidade sem qualquer sobreposição.

5. Use vídeos gerados de forma automática

Pesquisas apontam que 60% dos usuários acham que os vídeos ajudam a inspirar o processo de compra. Por isso, não deixe os vídeos de fora dos seus anúncios responsivos de display. Mas, e se você não tiver recursos para produzir seus próprios vídeos? Neste caso, o Google pode te ajudar: usando suas imagens e textos é possível gerar vídeos de forma automática.

6. Inclua preços e promoções nas ideias de texto

Nos anúncios responsivos de display, o Google vai usar aprendizado de máquina para determinar o melhor momento para exibir os criativos enviados.

Em geral, anúncios com preços baixos e promoções costumam atrair a atenção. Por isso, aproveite estes elementos para diferenciar suas ofertas da concorrência.

7. Envie o maior número possível de criativos diferentes

Quando você cria um anúncio responsivo de display, você pode enviar ideias de títulos, descrições, logotipos, vídeos e imagens.

Assim, envie o maior número possível destes recursos. De fato, quanto mais você enviar, mais recursos o Google Ads terá para encontrar o anúncio ideal para cada situação. Segundo o Google, empresas que enviam vários recursos conseguem um aumento de até 10% no número de conversões.

8. Escreva títulos como se não houvesse descrição

Isto é importante porque, em alguns casos, os anúncios responsivos de display exibem somente o título, e não a descrição.

Assim, recomenda-se aproveitar todo o limite de caracteres dos títulos longos para que ele faça sentido mesmo que a linha de descrição não apareça.

Ao mesmo tempo, não use a linha de descrição apenas para repetir a ideia do título. Afinal, se os dois aparecerem no mesmo anúncio, você não corre o risco de apresentar textos duplicados.

9. Troque recursos com baixo desempenho

É importante verificar os relatórios para acompanhar o desempenho de cada recurso.

Assim, quando se deparar com criativos com baixo desempenho, substitua-os. Isto vai garantir que seus anúncios usem somente recursos que contribuam para o bom desempenho das campanhas.

Como criar anúncios responsivos de display

No vídeo a seguir, confira o tutorial com o passo a passo de como criar anúncios gráficos responsivos (ative a legenda).

Clinks ®️ | Google Ads Partner PREMIER

CNPJ: 08.194.590/0001-42

Política de privacidade e termos de uso

Trabalhe conosco

Mapa do Site