SEO Internacional: Como utilizar esta estratégia para internacionalizar seu site?

Está pensando em expandir seu site para outros países e idiomas? Neste artigo, vamos mostrar o que está envolvido em fazer SEO internacional.


O que é SEO internacional?

Definindo, SEO internacional é o processo em que você traduz suas páginas para serem exibidas em outros países no idioma dos usuários. Esta estratégia é utilizada por sites e marcas que querem expandir seus negócios, alcançando outros países e pessoas que falam outros idiomas.

Tenha em mente que internacionalizar um site não é apenas traduzir um conteúdo. É configurar seu site de modo que ele informe corretamente aos buscadores sobre qual versão do site deve ser apresentada para cada usuário.

como fazer seo internacional

Além disso, envolve adaptar o conteúdo de acordo com o público em cada país e idioma. Afinal, o que funciona em um país talvez não funcione em outro.

Este tipo de estratégia contribui para aumentar o tráfego, aumento da visibilidade da marca e melhoria nos negócios.

Segmentando por idioma

Uma das formas de criar uma estratégia de SEO internacional é segmentar os usuários pelo idioma. Neste caso, o que importa é unicamente o idioma e não o país do falante.

Por exemplo: uma loja de calçados no Brasil quer divulgar seu conteúdo para países da língua espanhola. Neste caso, não importa qual seja o país do usuário (Argentina, Uruguai ou outro). O que importa é apenas o idioma.

Segmentando por país

Segmentando por país é um passo a mais. Porque além de se preocupar com a tradução para o idioma, você leva em consideração o país-alvo.

Por exemplo, digamos que a loja de calçados queira expandir seus negócios para Portugal. Então, o SEO internacional aqui não envolve tradução para outro idioma. No máximo, envolve uma adaptação linguística ao novo país alcançado.

Por que fazer SEO internacional?

Pensar em expansão internacional é pensar em oportunidades.

Confira quais são os 10 idiomas mais falados no mundo:

  1. Inglês: 1,13 bilhão
  2. Mandarim: 1,11 bilhão
  3. Hindi: 615 milhões
  4. Espanhol: 534 milhões
  5. Francês: 280 milhões
  6. Árabe: 274 milhões
  7. Bengali: 265 milhões
  8. Russo: 258 milhões
  9. Português: 234 milhões
  10. Indonésio: 199 milhões

Dando uma olhada nesta lista, vemos que o português figura em 9º lugar. Agora, imagine disponibilizar seu conteúdo para ser exibido em outras línguas. Você pode ver seu tráfego subir para a estratosfera!

É claro que uma estratégia assim deve ser desenvolvida se for relevante para seu negócio. Do contrário, é esforço e dinheiro jogado fora. Por exemplo: não faria sentido para um e-commerce brasileiro que só atende no território nacional desenvolver uma estratégia de SEO internacional.

O que ter em mente na hora de fazer SEO internacional?

Avaliar o potencial

Antes de começar a traduzir seu conteúdo, é preciso dar uma conferida no potencial deste novo mercado.

Para isso faça uma pesquisa pelas palavras-chave mais relevantes e confira o volume de buscas. Lembre-se que isso pode variar de país para país, mesmo dentro de um mesmo idioma. Por exemplo: as palavras-chave utilizadas por determinado nicho no Brasil podem ser diferentes das utilizadas em Portugal.

Além disso, na hora de avaliar o potencial, faça uma análise da concorrência.

Ferramentas como o SEMRush são de ajuda na hora de fazer uma busca internacional de palavras-chave e analisar a concorrência.

Criar e traduzir o conteúdo

Este é o passo óbvio. A tradução do seu conteúdo é um dos primeiros passos que você vai tomar.

Mas aqui cabe um alerta.

Tradução é muito mais do que simplesmente traduzir. É preciso entender os hábitos e necessidades do seu público. A forma como o público se expressa pode variar entre diferentes nativos de uma mesma língua.

Então uma boa tradução envolve adaptar o texto. Afinal, as palavras-chave podem variar de idioma para idioma e também de país para país. E isto precisa ser levado em consideração na hora de traduzir.

Portanto, traduzir um texto para o inglês é uma coisa. Traduzir para o inglês do Canadá, para o inglês da Austrália e assim por diante, é algo bem diferente.

Por isso, é preciso cuidar para que a tradução isso em consideração. Assim, você terá uma tradução de qualidade – o ponto de partida para fazer SEO internacional.

Mas por que mencionamos “criar conteúdo” no título deste subtópico? Porque como já foi mencionado, o conteúdo talvez precise ajustado levando em consideração o público de cada país. E aí entra a necessidade de um processo de criação.

Usar Hreflang

Hreflang é um código HTML usado para identificar o idioma e a região geográfica da página de um site.

Assim, quando você tem diversas versões da mesma página em idiomas diferentes, a tag hreflang informa o Google e outros mecanismos de pesquisa sobre essas versões.

Com isso, você consegue informar a versão correta do seu site. Em outras palavras, se um brasileiro acessar seu site, ele vai ver a versão em português. Se um usuário na Índia acessar a página, ele verá a versão em hindi.

O navegador também desempenha um bom papel em identificar o idioma do usuário. Neste caso, se alguém está na França, mas o inglês está configurado no navegador do usuário, o conteúdo é apresentado em inglês.

Estruturar o site

Na parte de programação da estrutura do site, é importante escolher a melhor estrutura de acordo com seus objetivos e necessidades.

  • CcTLD: é a estrutura mais comum. No entanto, quando falamos em SEO internacional, esta estrutura pode ser dispendiosa. Ela envolve obter um novo domínio para seu site (por exemplo: site.com.it).
  • Subdiretório: aqui você cria um subdiretório dentro do seu domínio raiz. A vantagem é que o subdiretório já herda a popularidade do seu site (por exemplo: site.com/it).
  • Subdomínio: é uma opção bastante viável para adicionar mais um nível de conteúdo em seu site (por exemplo: it.site.com).

Monitorar os resultados

Qual estratégia de marketing precisa ter os resultados monitorados? Resposta: TODAS.

E é claro que o mesmo vale para quem faz SEO internacional.

Os termos utilizados pelos nativos do seu novo país-alvo podem mudar drasticamente, dependendo de acontecimentos locais ou globais. Quando isso acontece, suas métricas são impactadas – para melhor ou pior.

Portanto, é importante analisar os resultados e sempre procurar ajustar o conteúdo de acordo com as necessidades das pessoas.

Assim que perceber que os nativos de um país-alvo mudaram a forma de fazer as pesquisas, utilizando novas palavras-chave, adapte seu conteúdo o mais rápido possível.

Concluindo as estratégias do SEO Internacional

Neste artigo, vimos que SEO internacional vai muito além do que simplesmente traduzir um site.

Existe todo um processo de pesquisa, estruturação e adaptação para deixar o site adaptado para novos públicos de diferentes países e idiomas.

E assim como o SEO local, na otimização internacional é preciso monitoramento e otimização constante.

Mas o esforço vale a pena. Portanto, se seu público também se encontra em outros países e/ou falam outros idiomas, fazer SEO internacional vai aumentar a popularidade da sua marca e gerar novos negócios.

Agora que você sabe o que está envolvido na internacionalização de um site, confira nosso guia de SEO.