Estratégias Para Criar Landing Pages Que Convertem

10/12/2019 by in category Inbound Marketing with 0 and 0
Home > Blog > Inbound Marketing > Estratégias Para Criar Landing Pages Que Convertem

Landing Pages são páginas preparadas para a conversão. Entenda quais são suas características e como criar páginas que realmente convertem.

Um dos aspectos do Inbound Marketing é conseguir atrair a atenção das pessoas para sua mensagem. Isto é feito inicialmente por meio de produção de conteúdo de qualidade.

Mas uma vez que você consiga chamar a atenção do seu público (por exemplo, em uma rede social ou nos mecanismos de busca), chega o momento de direcioná-lo para Landing Pages preparadas para esta etapa do marketing de atração: Converter.

Como você pode fazer isso?

Neste artigo, veja o que são, quais são suas características e como criar Landing Pages que realmente convertem.

O Que São Landing Pages

Algumas pessoas acreditam que qualquer página pós-clique pode ser apropriadamente chamada de Landing Page.

Por exemplo, quando a pessoa clica em Links Patrocinados ou links orgânicos em uma rede social e são direcionadas para a página inicial do site. Não, a página inicial do site não pode ser corretamente chamada de Landing Page.

Para ser Landing Page, ela precisa cumprir com pelo menos alguns dos seguintes requisitos:

  • Ser independente, não estando disponível por meio de links para quem navega em seu site.
  • Caracterizar-se como uma página totalmente preparada para levar o visitante à conversão.
  • Ser uma página focada no objetivo da conversão, não tendo distrações ao redor (tais como menus de navegação e links para outras páginas).
  • Ter como único link o botão de conversão.

No exemplo abaixo vemos uma landing page que não oferece distrações para os usuários. Os únicos links são os dois botões da chamada a ação que levam à mesma conversão.

Modelo de landing page para inbound marketing

Qual o objetivo principal de uma landing page? Gerar leads.

Lembre-se que leads são reais oportunidades de negócio para sua empresa. E por meio dos formulários de contato você consegue criar listas de leads para nutrir ao longo do tempo.

Vamos analisar de forma mais detalhada alguns dos aspectos que caracterizam uma Landing Page.

A Anatomia de Uma Landing Page

Uma Landing Page é caracterizada não somente pelo seu conteúdo, mas também pelo design.

Portanto, vamos considerar alguns elementos que não apenas identificam o que é, mas também dicas para você criar uma página matadora.

Começar Com Um Título Atraente

Os títulos estão no topo da página. São os primeiros elementos a serem vistos. Por este mesmo motivo, devem receber bastante atenção na hora de serem criados.

A frase do título deve ser persuasiva. Deve oferecer algo que desperte a curiosidade do público-alvo.

Neste respeito, quando você apela para a palavra “como” está dando um bom passo nesta direção.

O “como fazer” é algo que se enquadra bem neste aspecto. Por exemplo, analise este título: Como Indexar Rapidamente as Páginas do Meu Site no Google.

Ao mesmo tempo que o título deve despertar a curiosidade, cuide de que ele seja autoexplicativo. Ou seja, as pessoas precisam saber exatamente do que se trata sua página.

Sem Links

Uma Landing Page está inteiramente focada na conversão proposta. Tudo o que aparece ali deve estar relacionado com a oferta, ajudando as pessoas a realizarem a conversão.

Por isso, links apontando para outras páginas geralmente não serão bem-vindos. Por quê?

Na verdade, estes links são distrativos. Eles podem ser uma rota de fuga para que os visitantes deixem sua landing page antes de preencher um formulário e enviar-lhe dados valiosos, como nome e e-mail.

No exemplo abaixo, vemos uma página com diversos links no rodapé, além de links para as redes sociais.

Página com links

Com tantas rotas de fuga, temos a receita para a queda na taxa de conversão.

Quer verificar um estudo que comprova isso?

Este estudo foi realizado pela Hubspot. Foram testadas duas versões de landing pages – uma com links de navegação e outra, sem.

A versão com links de navegação pode ser vista no print abaixo:

Landing page com links de navegação

Após veicular as duas páginas durante um período, quais foram os resultados?

landing pages sem links de navegação

Como visto, independentemente da oferta, a taxa de conversão foi maior em landing pages sem links de navegação.

Exibir Formulários Que Convertem

No artigo Como Otimizar Formulários e Gerar Mais Leads damos dicas valiosas que vão ajudá-lo a criar formulários que realmente convertem.

Leia o artigo para encontrar detalhes sobre:

1. Selecionar os campos do formulário realmente necessários.
2. Comunicar ao usuário erros em tempo real.
3. Informar quais campos são obrigatórios.
4. Combinar o teclado com as entradas de texto.
5. Exibir informações que facilitam o preenchimento.
6. Informar a política de privacidade.
7. Dicas para criar o texto do botão Enviar.
8. A importância da mensagem de agradecimento.
9. A importância de realizar testes A/B.

Criar o Botão de Chamada à Ação

Chega o momento de avaliar o texto do botão “Enviar”.

Engana-se quem acha que os botões de chamada à ação (CTA), exibidos no final dos formulários de conversão, são simples de serem criados. Na verdade, é mais complicado do que muitos imaginam.

Todos os elementos de um botão CTA são importantes para levar o usuário ao clique. Isto inclui seu tamanho, posicionamento na página, texto e cor.

Nestes botões, muitos utilizam os tradicionais textos “Enviar”, “Baixar”, etc.

No entanto, este texto deve ser aproveitado para criar call-to-actions claros e chamativos.

A Impact mostrou um estudo que comprova que variar o texto do botão CTA pode aumentar (até dobrar) o número de conversões.

Ao oferecer um e-book para os visitantes, o texto do botão dizia “Download Grátis”.

botão CTA landing page

Na segunda versão da página, o texto do botão foi mudado para “Mostre-me Como Atrair Mais Clientes”.

botão CTA landing page

Parece algo insignificante, não é verdade? Mas a empresa compartilha que a segunda versão obteve um aumento de 80% na taxa de conversões.

Diante disso, não fica evidente que precisamos dar bastante atenção ao texto do botão CTA?

Outro aspecto é avaliar o tamanho do botão. Alguns criam os botões e realizam testes em computadores ou notebooks, que possuem telas maiores. No entanto, quando estes mesmos botões aparecem em celulares, talvez fiquem pequenos demais. Tão pequenos que algumas pessoas podem enfrentar dificuldades em conseguir tocar na área ativa. Se isso acontecer, você poderá perder muitas conversões.

Por isso, dê aos botões CTA um bom destaque – incluindo a escolha das cores –, garantindo que eles sejam facilmente identificados em sua Landing Page.

Testes A/B

Nada é tão bom que não possa ser aprimorado.

Isto também vale para as Landing Pages.

Nestes testes, você altera um elemento da página:

  • Título
  • Descrição da oferta
  • Campos do formulário
  • Botão do CTA
  • Cor do CTA
  • Posição do CTA

Quando alterar um destes elementos, acompanhe os resultados para ver se houve mudanças na taxa de conversão.

Neste artigo, mostramos um exemplo em que uma simples mudança no texto do botão do CTA provocou um aumento de 80% nas conversões.

Por isso, não deixe de também realizar testes A/B para identificar o que realmente funciona com seu público.

Dicas Sobre Correspondência

Por que o anúncio ou link orgânico precisa ser parecido com a Landing Page, tanto no aspecto gráfico quanto no conteúdo?

A resposta é simples: isto evita que o visitante acredite estar na página errada.

Você utilizou imagens em um anúncio? Quando as pessoas clicarem no anúncio é bom que a Landing Page contenha a mesma imagem.

O mesmo princípio pode ser aplicado ao título e descrição do seu link, seja ele orgânico ou patrocinado. Certifique-se de que a Landing Page tenha um título e descrição iguais ou bastante similares.

E não se esqueça das cores. Assim, vamos imaginar que você tenha preparado um banner sobre um webinar para postar no Facebook. No final do banner, um botão de chamada à ação verde-claro “Reserve Seu Lugar”. Quando a pessoa clicar no anúncio e chegar até a página de destino, como deve ser o botão CTA exibido ali? Um botão verde-claro com o texto “Reserve Seu Lugar”.

Isto é correspondência entre anúncio e conteúdo da Landing Page. É a garantia de que seus clientes estão na página certa.

Quando Usar Uma Landing Page

Diante do que foi mencionado, surge a pergunta: quando você deve direcionar seus visitantes para uma página do seu site e quando deve criar uma Landing Page?

De modo geral, páginas do site são uma solução melhor para quem está vendendo um produto.

Nestes casos, um produto possui diversos modelos e eles podem ser apresentados para o visitante em uma barra de navegação lateral ou inferior.

Além disso, a compra de um produto pode atrair a compra de outro. Por exemplo, alguém que compra um ferro de passar roupa pode ser atraído pela oferta de uma mesa de passar roupa.

Por isso, nestes casos, as páginas de vendas tradicionais são mais interessantes.

E no caso das Landing Pages? Elas costumam ser melhor aproveitadas em situações específicas, tais como:

  • Inscrições para webinars;
  • Inscrições para cursos online;
  • Downloads gratuitos;
  • Assinatura para receber conteúdo gratuito.

Em todos estes casos, você solicitará algo dos visitantes – e que está diretamente relacionado às estratégias do Inbound Marketing: o contato deles.

É por meio deste contato que você poderá falar com eles no futuro, dando sequência às próximas etapas do inbound.

Quais São as Vantagens

Como mencionado, Landing Pages convertem com maior facilidade, dependendo de qual seja sua oferta. Alguns estudos mostram que a taxa de conversão chega a 10%.

E isto contribui para aumentar o banco de dados de clientes. Com estas páginas, você consegue capturar dados dos visitantes, fazendo com que se tornem valiosos leads.

E são realmente valiosos. Afinal, todas as pessoas que preenchem o formulário na página podem ser classificadas como prospectivos clientes. Afinal, este preenchimento, por si só, já indica um interesse especial.

E você não apenas adquire novos contatos, mas também consegue organizá-los. Para diferentes ofertas, você organiza listas de contatos que receberão conteúdo específico.

A partir daí, você tem as informações necessárias para continuar nutrindo cada um dos seus leads de acordo com seu interesse e estágio em que se encontram no funil de conversão.

Qual o objetivo? No futuro próximo, que eles se tornem clientes fiéis.

Concluindo

Independentemente de qual seja o seu ramo de negócios, você pode tirar proveito do Inbound Marketing.

Em suas estratégias de conversão, as landing pages podem aparecer como excelente opção para capturar dados dos clientes e iniciar um relacionamento que poderá durar muito tempo.