Menos é mais: Dicas para ser sucinto e breve ao escrever artigos

Seu público-alvo é composto por pessoas que não gostam de ler? Neste caso, você precisa criar conteúdos breves. Mas o que ter em mente na hora de ser sucinto? Como abranger um assunto escrevendo pouco?

Também mencionamos que artigos curtos são mais usados quando o objetivo é aumentar o número de comentários em um post. Neste caso, o post se torna como um fórum de discussão.

Mas, existem outras circunstâncias que podem levar você a querer escrever artigos curtos.

  • Por que é importante escrever artigos curtos em algumas situações?
  • Como escrever menos e ser objetivo, ao mesmo tempo?

Neste artigo, vamos responder estas perguntas para você.

Quando escrever artigos mais curtos?

A gente sabe que tem muitas pessoas que são de ler pouco. E isso quando falamos de textos impressos. Imagine quando o assunto é ler na tela de um computador ou smartphone – aí as coisas ficam ainda mais complicadas.

Algumas pesquisas sobre o assunto mostram que textos em telas são intimidadores para alguns:

  • As pessoas demoram 25% mais tempo para ler no computador do que no papel;
  • Os leitores dedicam mais tempo acima da dobra da página. Ou seja, muitos usuários não gostam de rolar a página.

Assim, estamos falando de dois grupos de pessoas.

  1. Pessoas que não gostam de ler.
  2. Pessoas que gostam de ler, mas não na tela de um computador/smartphone.

Portanto, agora você precisa se perguntar: “Meu público gosta de ler pouco ou bastante?”

Se descobrir que uma parte significativa do seu público preferem leituras mais curtas, você precisa criar conteúdo direcionado para eles.

Aí entra a necessidade de ser sucinto e breve nos artigos.

Como ser breve ao escrever artigos?

Veja algumas dicas importantes para conseguir ser breve sem que seus textos percam a qualidade.

Títulos

A brevidade começa pelo título. Em vez de escrever títulos vistosos e atraentes, procure ser objetivo e claro.

Não fique preocupado em preencher o todo o espaço de aproximadamente 60 caracteres disponíveis no Google. Se for possível ser claro com menos caracteres, faça isso!

Do que se trata a página? O título não pode deixar dúvida alguma sobre isso.

Subtítulos

Apesar do artigo ser curto, use subtítulos. Eles ajudam os leitores a encontrar o que querem sem precisar ler o artigo inteiro.

Sim, apesar de o artigo ser curto, pode ser que este público leia somente algumas partes do conteúdo.

Mas, tudo bem! O importante é que eles encontrem o que procuram e fiquem satisfeitos.

Conteúdo

Ao escrever os artigos, evite conteúdos que exijam muitas palavras. Por exemplo, estudos de caso devem ser evitados em posts curtos.

Também procure sintetizar as frases de forma clara e objetiva. Para isso, evite adjetivos desnecessários.

Além disso, para escrever de forma sucinta, lembre-se:

  • Utilize palavras que são usadas com frequência, no nosso dia a dia.
  • Evite termos técnicos que precisem ser explicados.
  • Remova palavras redundantes.
  • Transforme substantivos em verbo. Por exemplo, em vez de dizer “Vou fazer uma análise” escreva “Vou analisar”.

Para mais informações, use links

Outra forma de manter o texto curto é linkar os usuários para outras páginas com conteúdo complementar. Assim, você mantém a profundidade do tema deixando as informações mais longas e detalhadas para páginas de apoio.

Por exemplo:

Neste artigo, vamos citar brevemente a escaneabilidade. O objetivo desta técnica é melhorar a legibilidade dos textos. Mas, em vez de darmos detalhes sobre esta técnica, note que colocamos um link logo acima. Clicando ali você é redirecionado para uma página com mais informações sobre o assunto.

Portanto, porque podemos dizer que usar links é importante?

  • Se a pessoa não gostar de ler muito, ela ficará satisfeita com o conteúdo.
  • Se a pessoa gostar de ler bastante, ela se sentirá estimulada a clicar nos links para obter maiores detalhes sobre o assunto.

Alerta sobre textos curtos no Google

Mas é preciso ter em mente que textos mais curtos são menos privilegiados pelo Google.

Isto acontece porque o algoritmo do buscador entende que poucas palavras significam conteúdo pouco aprofundado.

E visto que o Google quer que os usuários tenham a melhor experiência, conteúdos longos são favorecidos. Afinal, é mais provável que conteúdos assim respondam às dúvidas dos usuários.

É mais provável que artigos curtos tenham destaque no Google somente quando as palavras-chave forem pouco competitivas.

Mas, claro que você não precisa ficar limitado ao Google para divulgar este conteúdo. Utilize outras estratégias para divulgar seus artigos curtos – por exemplo, em publicações nas redes sociais e utilizando e-mail marketing.

Precisa de ajuda? Confira nosso guia para criar campanhas de e-mail marketing.