Mercado Livre no Google Ads – Vale a pena anunciar produtos do Mercado Livre no Google?

02/06/2021 by in category Nunca anunciou no Google with 0 and 1
Home > Blog > Nunca anunciou no Google > Mercado Livre no Google Ads – Vale a pena anunciar produtos do Mercado Livre no Google?

Será que você pode divulgar uma página de produto do Mercado Livre (ML) no Google? Neste artigo, tire suas dúvidas sobre anunciar ML no Google Ads.

Se você tem uma página de produtos no Mercado Livre, talvez pense na possibilidade de aumentar suas vendas anunciando no Google.

Mas, surgem algumas dúvidas: é possível anunciar produtos do Mercado Livre no Google Ads? Se sim, esta estratégia vale a pena?

Vamos responder estas perguntas neste artigo.

Posso anunciar Mercado Livre no Google Ads?

Sim, o Google permite que você crie anúncios apontando para sua página de produtos no Mercado Livre.

Vantagens de anunciar Mercado Livre no Google

Já sabemos que é possível anunciar Mercado Livre no Google Ads. Agora, vamos considerar as vantagens desta estratégia.

A primeira grande vantagem é que você pode colocar seus produtos na 1ª página do Google sempre que as pessoas estiverem procurando seu produto.

E levando em consideração que todos os dias acontecem bilhões de buscas no Google, muitas delas são de pessoas que precisam de você. Portanto, você pode aumentar muito suas vendas ao divulgar sua página de produtos do Mercado Livre no Google Ads.

Outra vantagem é que você não precisa ter um site próprio para isso. Ou seja, a página de produto do ML funciona como página de destino.

No entanto, esta vantagem pode ser uma desvantagem, conforme veremos a seguir.

Desvantagens de anunciar produtos do Mercado Livre no Google Ads

Mas, embora haja algumas vantagens em anunciar páginas do Mercado Livre no Google, você precisa considerar as desvantagens desta estratégia.

1. Não direcionar as pessoas para seu site

Aquilo que poderia ser uma vantagem pode se transformar em uma desvantagem.

De fato, não ter um site próprio pode resultar em problemas.

Afinal, quando você leva as pessoas para o seu site, toda a página de destino está orientada para sua marca e seus produtos. Trata-se de uma página que você preparou com cuidado para gerar uma venda. Qualquer link que apareça na página foi você quem colocou.

No ML, as coisas não funcionam assim.

Embora você esteja promovendo seu produto, a página promove a marca “Mercado Livre”.

Além disso, quando a pessoa visita sua página, ela pode ver produtos de outros vendedores nas barras laterais e inferiores. Com apenas um clique, a pessoa entra na página de outro vendedor. Em outras palavras, seu anúncio gera uma venda para o concorrente.

2. Google exibe somente 1 domínio por pesquisa

Outro ponto negativo em anunciar produtos do Mercado Livre no Google Ads é que o Google exibe somente um domínio por resultado.

Ou seja, haverá no máximo um anúncio do mercadolivre.com.br por pesquisa. Assim, se outro vendedor tiver a mesma ideia e aparecer nos resultados de uma pesquisa, automaticamente, seu anúncio não vai aparecer.

3. Você não acompanha as conversões

De fato, seus anúncios podem aparecer e gerar vendas. Mas você vai ficar às cegas, sem saber de onde as vendas vieram.

Isto acontece porque você não consegue instalar o acompanhamento de conversões.

Assim, você não vai conseguir mensurar quantos dos cliques nos anúncios do ML resultaram em vendas.

4. Não é possível criar estratégias de Remarketing

De fato, o Remarketing é uma estratégia com as maiores taxas de conversão do marketing digital.

Com ela, você exibe anúncios personalizados para pessoas que já tiveram contato com seu site.

Mas isso só é possível instalando um código no site. Mas como estamos falando de uma plataforma de terceiros, isto não é possível.

Assim, quando você anuncia Mercado Livre no Google, não é possível criar anúncios de Remarketing.

Concluindo

Portanto, analisando todos os prós e contras, você precisa tomar a decisão se é vantajoso para você anunciar produtos do Mercado Livre no Google Ads.

Vale destacar que a própria empresa ML cria anúncios no Google.

Por exemplo, muitos produtos que aparecem no Google Shopping não são de vendedores, mas sim do próprio ML.

Mas, se ainda assim, você quiser criar uma estratégia de marketing para seu produto, leve em consideração os prós e contras desta decisão.